sexta-feira, 3 de setembro de 2010

-

Esta noite pra te esquecer quero entrar num bar,
com muitos homens bêbados e imundos,
de mente e roupas sujas, gente repugnante,
que vem, passa, me olha, me mede.
Quero sentar em um banco quebrado qualquer,
Por lá borrar a maquiagem escura que com tanto capricho eu fiz,
mesmo sabendo que nas lembranças suas me afogaria em lágrimas.
Pedir um copo da dose mais forte que houver, não sei o nome,
tanto faz, pouco me importo com o que vou ingerir hoje,
desde que não seja a amarga esperança de ver você passar por mim,
do som das suas palavras,
do brilho dos seus olhos, do seu toque em minha pele aveludada.
Já nem sei mais onde estou, o que falo ou faço, nem o que penso,
até porque ja não faz muito sentido, assim como andar e andar,
e numa vaga ilusão achar que eu possa te ver caminhando pelas ruas,
e quem sabe te ver, só essa noite talvez.
Queria poder chorar mais um pouco, pra derrepente eu poder conferir se é realmente isso que esgota as dores que eu to sentindo, que nem sei de onde vem,
sei que machuca e aperta, muito mais do que o salto que estou usando,
e até mesmo mais do que meu sutiã vermelho.
Meus olhos ja estão tão sem cor, acho que é por não dormir mais, ou então meu espelho de bolsa está mentindo pra mim, como o destino ja o fez.
Acho mais conveniente que eu saia daqui e volte pra minha casa,
Já sei no que isso vai dar, e não quero mais passar uma noite fora de mim,
Não que seja tão ruim,
É mais pela tal dor que incomoda tanto.
Tentei até tomar um remédio, um ou dois,
diziam ser fortes, mas nenhum fez o efeito que eu queria.
Daí uma amiga me disse, que era um caso sério, o remédio do qual preciso é um tanto raro.
Digamos único, tá, ela me disse que seria você.
Mas talvez eu morra com essa doença, acho que é do tipo de um câncer.
Perigoso assim.
Acho que mais uma vez, entrego meu coração na mão dessa maldita avenida da minha vida.
Pra ver se você volta, se realmente você se for.
Ah, e se voltar, venha ouvindo "Não vejo a Hora", faça isso por mim...

3 comentários:

  1. valew man.... vc ta la seguindo o meu blog
    http://www.pojucaonline.com.br/

    vim aqui pra retribuir....
    abraços

    ResponderExcluir
  2. Caraca! Que texto intenso... O amor mostrado de uma forma tão nua e crua.. Visceral! Ardente! Muito forte e ao mesmo tempo excelente!
    Você dá o tom exato do "exagero" pra ilustrar o "desespero" que o amor por vezes nos causa!

    Gostei muito. E to te seguindo!

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir